sábado, 28 de novembro de 2009

Habilite-se a ganhar 100 000€ !!

Há uns tempos atrás lembrei-me... e se os sindicatos, em vez de distribuirem panfletos e cartazes a dizer " assista à sessão de esclarecimento do sindicato dia tantos às tantas horas." distribuíssem uns a dizer "assista à sessão de esclarecimento do sindicato dia tantos às tantas horas e habilite-se a ganhar 100 000 €!"
Os mais desatentos diriam que se tratava de publicidade enganosa. Aqui entre nós, eu acho que não! Passo a explicar: se nos pagassem como licenciados (e como aqui já descrevi anteriormente, mas com um ligeiro ajuste)receberíamos mais 30% a 40% do nosso ordenado actual. Pois quem ganha 1000€, na melhor das hipoteses, passava a ganhar 1400€, certo? A última carreira de Enfermagem foi publicada em 1991, certo? e mais um anito para a nova carreira entrar e restantes matérias serem negociadas e levamos com mais 20 anos em cima, ou seja, a última carreira teve os seus efeitos durante 20 anos, sendo que nos últimos as coisas se vieram a degradar cada vez mais!
Nada nos leva a crer que com a nova carreira não vá ser igual ou pior! Que é o mesmo que dizer que o que se decidir agora vai perdurar durante 20 anos ou mais! Ora se pegarmos nesses 20 anos e virmos que em cada mês podemos ganhar mais 400€ do que ganhamos agora, fazendo as contas podermos ganhar 96 000€, que com subsidio de ferias e natal chega facilmente aos 100 000€!!!!
Logo, se decidir ir a uma sessão de esclarecimento do sindicato, em que estes apresentem estratégias eficazes e exequíveis para reivindicar o que é nosso por puro direito, e se todos decidirmos fazer o mesmo, ESTAMOS MESMO A HABILITAR-NOS A GANHAR 100 000€! O que fazer com eles cada um sabe, e quem quiser sugestões pode ler um post anterior! E o dinheiro não é tudo, mas dá uma ajudinha ;)

Agora

cabe-lhe a si decidir se quer ou não participar activamente na defesa da sua carreira, sair da mediocridade do pensamento "ai que vou perder 200€ este mes nas greves" ou do medo "ai que me vão despedir se fizer greve" e decidir que "eu quero, eu vou receber MAIS 100 000€!

cabe naturalmente aos sindicatos desenvolver novas, refrescantes e eficazes formas de luta que MOTIVEM todos os enfermeiros a envolver-se na luta pelos seus direitos!!!

Aquele abraço

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

As 40 virgens

Ora há certos indivíduos que, em virtude da sua religião, crêem na perspectiva de serem esperados no "céu" por 40 virgens (ou 72, conforme a opinião) após certos e determinados actos "heróicos"! Não colocando em causa as suas crenças ou querendo ferir qualquer susceptibilidade, só me apraz dizer: sim sim...é isso e couves. Será que no "céu" não haverá mais nada para além de 40 virgens? e já agora, não podiam ser mais umas poucas? eheh

Isso não interessa de todo, mas a verdade é que esses "amigos" continuam na esperança de que isso possa acontecer, assim como, legitimamente, cada um tem as suas crenças e esperanças relativamente ao "divino".

Ora assim como andam uns poucos á espera de 40 virgens, andam outros tantos á espera de "outro tipo de virgens", passo a explicar:

Num tópico do Fórum Enfermagem, em que se fala sobre a Revisão da Carreira, um Enfermeiro refere, sobre uma reunião com os sindicatos:

"Eu fui a uma reunião, e sinceramente... parece-me pura demagogia.
A ideia até pode estar correcta, mas as acções estão longe de atingir os objectivos... A criação do enfermeiro principal (segundo a ideologia que o SEP preconiza) vai agravar ainda mais as diferenças entre enfermeiros com o mesmo tempo de serviço e habilitações. A justificação de que quando todos forem especialistas, vão pressionar o governo a passar todos para enfermeiros principais, não convence absolutamente nada. Há 5 anos que andamos a "tentar" negociar a carreira de licenciado e nem sequer há fim à vista."

Ora bem, A SER VERDADE, tal crença de "forçar o Governo a passar todos os especialistas a enfermeiros principais" é ainda melhor que a das 40 virgens!!!
O que me interroga é, como é possível que os sindicatos acreditem sequer que vão conseguir forçar o Governo a passar todos a principais quando, neste momento,nem sequer os conseguimos convencer a atribuírem-nos a justa remuneração, de acordo com o nosso grau de licenciados?. Há ainda outra questão caricata: Então e depois quando formos todos principais, quem é que trabalha? Quem é que manda em nós? Serão os médicos outra vez? Vamos todos ser chefes sim...de nós mesmos!

Meus amigos, não vamos todos ser principais, porque tem de haver sempre quem operacionalize e quem planeie. É uma pena, mas a vida é assim. E quem disse isto, tem mesmo de deixar a seringa das farturas! :)

As acções sindicais têm de ser pensadas e planeadas, assim como as declarações aos colegas, se queremos adesão às causas! Por isso, deixemo-nos de grandiosidades e saibamos ser humildes e planear esta mudança como seres lógicos e realistas!!!

E aí sim, quando chegar a nossa hora, talvez lá esteja uma ou duas virgens á nossa espera, que não precisam de ser mais, pois como na intervenção sindical, se é demais não damos conta do recado! ;)

Aquele abraço

terça-feira, 3 de novembro de 2009

Séries televisivas sobre enfermagem

Como a maioria das pessoas sabe, a Enfermagem Portuguesa já teve dias melhores! Ainda assim, muito se faz neste País, por e para Enfermeiros, com uma única finalidade: a prestação de cuidados com qualidade, segurança e que vão de encontro à satisfação dos utentes! Todos aqueles que já passaram pelas nossas mãos sabem do que falamos! No entanto, todos aqueles que (feliz ou infelizmente) nunca necessitaram dos nossos cuidados, podem não saber o que fazem e porque fazem os enfermeiros portugueses! E com muita razão, até porque se há uma coisa que nos caracteriza, é a de andarmos a ser MUITO PREGUIÇOSOS COM A COMUNICAÇÃO. Ora pois! Não basta trabalhar e bem, ser competente naquilo que se faz, em Enfermagem tem sido cada vez mais necessário MOSTRAR o que fazemos! Estamos a ser empurrados para uma situação desfavorável no mercado de trabalho, muitas vezes por ignorância daqueles que comandam o destino da nossa profissão. A tentativa (legítima mas inocente) de desejar que haja enfermeiros suficientes que possam cuidar de todos os utentes, acompanhada do desejo de alguns senhores ganharem mais algum dinheirinho, levou a que se abrissem escolas de Enfermagem mais rápido e com mais desenvolvimento que os cogumelos selvagens. Resultado? Uns 3000 enfermeiros no desemprego e a aumentar. Porque ninguém soube prever que a idade da reforma ia aumentar, que se iam reformar serviços de saúde com intuitos economicistas e de redução de pessoal, que neste momento há mais enfermeiros que postos de trabalho. A OFERTA DE MÃO DE OBRA É MUITA, A PROCURA É POUCA, DESCE O PREÇO DOS SERVIÇOS E NÃO HÁ JUSTIFICAÇÃO PARA OS AUMENTAR. Incrível é como ninguém na enfermagem viu que isto ia chegar!!! Agora, que (alguns) já se aperceberam, não há maneira de fechar a torneira porque:
a)o ministério não quer porque em termos governamentais esta situação de mercado é extremamente benéfica;
b) as escolas não querem porque recebem o seu financiamento de acordo com o nr de alunos, por isso quantos mais lá andarem melhor, e temos muitas boquinhas de professores que já não são enfermeiros há muito tempo para alimentar;
c) porque infelizmente na Ordem e nalguns Sindicatos ainda há umas almas "iluminadas" que pensam que isto lá vai é quando houver enfermeiros suficientes pra preencher todas as vagas correspondentes aos cuidados de saúde que os portugueses necessitam, MAS QUE O GOVERNO NÃO ABRE NEM VAI ABRIR; por isso fazem força para que se formem mais e mais enfermeiros.

Quando assim é, e agora que até somos licenciados e mais autónomos e pensamos por cabeça própria (em vez de só fazer o que o sr dr manda), e estamos cada vez mais a ser subjugados por médicos que desconhecem as suas competências por isso têm medo que vamos roubar as deles, precisamos DESESPERADAMENTE,de dar a conhecer que somos e o que fazemos!

Por isso ,e à semelhança de outras séries televisivas tipo "house" e "anatomia de grey", em que as personagens principais publicitam para o publico português uma imagem de superioridade, competência, "coolness" e até divindade, é fundamental que nos organizemos por forma a divulgar duas FANTÁSTICAS SÉRIES que sairam à pouco tempo nos EUA, e que retratam as vivências e experiências hospitalares... DO PONTO DE VISTA DO ENFERMEIRO!!!!

E é de tal modo refrescante e correspondente é realidade que deve ser visto por todos, uma vez que tudo o que se passa nos cuidados de saúde se deve ao trabalho importante de DIVERSOS ACTORES, ENTRE OS QUAIS OS ENFERMEIROS, QUE SÃO MAIS DE 56500, A TRABALHAR NO NOSSO PAÍS E QUE TODOS OS DIAS FAZEM ESFORÇOS MONUMENTAIS PARA QUE TODOS OS PORTUGUESES RECEBAM OS MELHORES CUIDADOS POSSÍVEIS!

POR ISSO, E PELA EFECTIVA PIADA QUE ESTAS SÉRIES TÊM, VEJAM

NURSE JACKIE:

http://v.youku.com/v_show/id_XOTU0NTg5NjA=.html


MERCY:
http://www.nbc.com/mercy/


VALE A PENA! ;)

aquele abraço

Questionário sobre a política de saúde e enfermagem

Ora aqui fica uma iniciativa louvável, que poderá transformar-se num poderoso instrumento de auxílio à união dos enfermeiros e participação nas reivindicações pelos nossos direitos!!

Vale a pena perder 5 minutos para responder! Eu já respondi! e tu? :)

http://spreadsheets.google.com/viewform?formkey=dHpFbGRZODlJODd1YnpLTEpoSkZlcnc6MA