segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Estaremos a ganhar coragem..?




Fiquei tão espantado com aquilo que li hoje no site da OE, que passo a citar:

"Lisboa, 22 de Outubro de 2011 - A falta de enfermeiros nos serviços de saúde pode traduzir-se, em termos práticos, em que em vez de cinco dias, uma úlcera de pressão implique 25 dias de internamento. Da mesma forma, o custo do seu tratamento pode passar de mil euros para 25 mil euros, o que corresponde aproximadamente ao custo de 25 meses de salário de um enfermeiro recém-licenciado. Para fazer frente à carência de enfermeiros e consequentes custos para os doentes e para o sistema de saúde, a Ordem dos Enfermeiros (OE) vai transformar o documento de consenso sobre dotações em regulamento, responsabilizando as direcções das unidades de saúde públicas, privadas e do sector social pelo incumprimento dos valores de referência.
(...)
Mas independentemente do que o actual Governo decidir, «a OE vai transformar aquele guia em regulamento aplicável a todas as organizações». Com esta medida pretende-se que as recomendações nele presente sejam respeitadas pelas unidades de saúde do sector público, privado e social.
(...)
O não cumprimento dessas recomendações podem permitir a responsabilização dos dirigentes das unidades – onde se incluem os enfermeiros com cargos de chefias. "



Será?? E o Governo concorda?? Ou só concorda se lá se colocarem os colegas em MDP, ano após ano, provavelmente a auferir menor salário e em substituição de um profissional que lá poderia estar a tempo inteiro???

aquele abraço

Sem comentários:

Enviar um comentário