quarta-feira, 9 de maio de 2012

E porque é quase dia 12 de Maio ...



Os meus parabéns a todos os Enfermeiros.

Porque continuam, num Portugal endividado, sacrificado, extenuado e com Governos que sistematicamente nos excluem dos processos decisórios e que impedem condições de trabalho adequadas, a fazer pelos portugueses muito mais do que eles próprios imaginam.

E é neste quadro, nacional e internacional, de necessidade de demonstrar evidência sobre o que fazemos, porque fazemos e quais os resultados do que fizemos, que deixo como sugestão a leitura deste documento do ICN (International Council of Nurses), ainda em Inglês (para depois sairá, digo eu, a versão em Português traduzida pela OE):


http://www.icn.ch/images/stories/documents/publications/ind/indkit2012.pdf

Leiam, por favor, e saibam porque têm de ter, em primeiro lugar, uma voz mais activa quanto aos cuidados que prestam e, em segundo lugar, um discurso actual, objectivo, coerente e expressivo do trabalho que desenvolvem enquanto enfermeiros.

Em segundo, a preocupação. Se em Portugal já afastaram os Enfermeiros dos conselhos de administração das ARS, dos grupos de reforma hospitalar e tentam afastá-los dos conselhos de administração das instituições hospitalares, no quadro internacional a perspectiva é ainda mais grave! Saibam que, na OMS, há cada vez menos postos decisórios ocupados por enfermeiros, uma tendência que tem vindo a agravar-se constantemente! Quanto menos enfermeiros na OMS, menor poder de influenciar decisões têm e menor será a alocação de recursos para a enfermagem, o que corresponde, inevitavelmente, a menos cuidados de enfermagem (de pior qualidade), com repercussões graves para a saúde dos cidadãos!!!

http://www.icn.ch/news/whats-new/where-is-nursing-in-who-going-going-gone-1496.html


Finalmente, saúdo, com entusiasmo, a campanha publicitária feita pela OE sobre este dia internacional dos enfermeiros! Consiste, entre outras actividades, num vídeo que está a ser transmitido em canais de televisão e cinema, com uma mensagem de agradecimento aos enfermeiros. Em vez do António Sala, poderia ter sido o Passos Coelho ou o Paulo Macedo a agradecer (se bem que estes podem fazê-lo com base em medidas legislativas que permitam melhorar os cuidados de enfermagem).



Senhoras e Senhores Enfermeiros, há MUITO trabalho pela frente. Saibamos ser UNIDOS, SOLIDÁRIOS, LUTADORES, EMPENHADOS, pelos cidadãos que cuidamos, por nós, pela profissão.

Um bem-haja a todos!   :)