quarta-feira, 20 de junho de 2012

Ídolos para a Enfermagem

É por demais conhecido o Programa de entretenimento Ídolos.

João Manzarra e Claúdia Vieira fazem as delícias dos telespectadores quase todas as noites, mais as galas ao fim-de-semana. O objectivo é ser a voz de Portugal, dizem eles.

Não contentes com as edições televisivas, a administração do Hospital de Aveiro decidiu fazer o seu próprio concurso, promovendo, através da obrigação de entregar o currículo presencialmente, ostensivas filas dentro do hospital  e que se prolongaram, ao longo de três dias, por centenas de metros até ao exterior da Instituição.

Qualquer semelhança entre estas imagens é pura coincidência...












Ora veja lá agora a fila de enfermeiros (80%) e assistentes operacionais (20%) que se formou:







Esta foi uma imagem tirada no exterior, e a fila não ia na sua plenitude... Quem conhece sabe que são precisas centenas de metros num serpentear de corredores para que se atinja o gabinete de recursos humanos...

A notícia foi capa do Jornal de Notícias do dia 16/06 e teve destaque no Jornal de Aveiro (podem consultar no site da OE).


Esta é a mais recente cara da Enfermagem Portuguesa. 

A maioria destes profissionais, formados nas melhores instituições da Europa (que por acaso, são as portuguesas), irá, para alegria (??) do leitor, que pagou do seu bolso para eles cá estudarem, aplicar essas competências num qualquer País estrangeiro, enquanto o leitor/pagador de impostos irá ver a sua vida em risco pela escassez de enfermeiros competentes, nas instituições de saúde em que for atendido.

Terá maior probabilidade de contrair uma infecção grave, úlceras de pressão, de cair e fazer uma fractura, de morrer. Em Portugal faltam mais de 20 000 enfermeiros e quem governa o nosso País sabe-o.

OS ENFERMEIROS DESAPARECEM, A SUA SAÚDE TAMBÉM.


Aquele abraço